meninas do chá.

Demorou, mas aconteceu! Ontem finalmente sobrou um tempo e por incrível que pareça não estava chovendo na city, até que enfim! Idéias, experiências trocadas e boas companhias: rolê feito.

olhando…

“…no momento,deixa eu caminhar contra o vento,
do que adianta eu ser durão e o coração ser vulnerável,
o vento não, ele é suave, mas é frio e implacável…”

m.

m. + perro

Bilbo compareceu também, não colou, mas ajudou.

Essa semana ainda tem mais, em breve postamos aqui.

—————————-
sons // Lívia Cruz + Racionais
retratos // Centro de Joinville

CHÁ + BILBO

Posted on: May 26, 2010

Se fosse pra definir o rolê dessa segunda-feira em uma palavra, eu diria “coooorrre!”. Porque afinal, entre muros pulados, câmeras burladas e tiozinhos corneteiros, voltamos para casa com a plena sensação de missão cumprida!

eis que no meio do rolê surge uma figura inesperada.
ele pediu, implorou e clamou para colarmos “um adesivo desses” em seu ombro..

e então fez a alegria do pequeno grupo..

IMAGENS: centro de joinville.
AROMA: menta e framboesa.
RUÍDO: Chico Buarque

no blog da ana tem mais!

IMAGENS: rolés em joinville.
AROMA: chocolate
RUÍDO: João Gilberto

publicid.arte

Posted on: May 13, 2010

realização {experimental total} da ana.

IMAGENS: movimentos em Jaraguá.
AROMA: hortelã
RUÍDO: carros, panelas, tic-tac.

de rolê

Posted on: May 11, 2010

durante o dia,
polivalência.
ao anoitecer,
convalescência.

promessa de não desistência,
pois insistência. persistência.
entre corres e mais corres,
experiência.

animais coloridos com sonhos,
salpicando o concreto sem penitência.
paleta de cores e misto de formas,
denunciando toda a indecência.

de dentro da mente,
toda a ciência.
demarcando a cidade,
existência.

IMAGENS: último rolé CHÁ (+ EP)
LEITURA: improviso do agora
AROMA: framboesa
RUÍDO: Flora Matos

a essência

Posted on: April 20, 2010

entre cores.
alguns amores
e flores.

trabalhamos.
viajamos aqui.
lá e também ali.

ligamos pontos.
criamos contos.
reflexos
soltos.

e dessa forma
deixamos pronto.
tudo que nosso
pensamento
aponta.

coisas que decorrem.
escorrem das mais
lindas ciladas
que a vida nos
apronta


  • None

Categories